Administração e Economia

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (23 votes, average: 4,43 out of 5)
Loading ... Loading ...
68.187 visualizações

Quando pensei em um título para este site, queria fazer uma relação entre gerenciamento de empresas, ou administração, e economia. Acredito que as duas ciências – a administração e a economia – sejam separadas mais por razões históricas que por diferenças reais. Quero mostrar aqui a relação íntima que vejo entre as matérias, e por que um economista e um administrador têm muito a aprender com o outro. Espero que este espaço sirva para juntar duas áreas do conhecimento que nunca deveriam ser separadas.

Comecemos por defini-las:

Economia é a ciência social que estuda a produção, distribuição e consumo de bens e serviços. O termo economia vem do grego para oikos (casa) e nomos (costume ou lei), daí “regras da casa (lar).”

Administração é o conjunto de normas e funções cujo objetivo é disciplinar os elementos de produção e submeter a produtividade a um controle de qualidade para a obtenção de um resultado eficaz.

Simplificando, a administração ocupa-se de maximizar a produção de bens e serviços, segundo o padrão desejado e usando a menor quantidade (ou o melhor conjunto) dos recursos disponíveis. Pode-se dizer que a economia estuda como as pessoas usam os recursos para produzir os bens. Outra definição conhecida de economia é “a ciência da escassez”, ou seja, é a ciência que busca entender o que as pessoas fazem, como elas se organizam, na falta de recursos. Tempo também é uma restrição econômica (orçamentária), é um recurso escasso!

Aqui vai a minha simplificação: O administrador estuda para ser um bom jogador; o economista, para ser um bom árbrito e criador de regras. Mas quão separadas são as coisas? Pensem em futebol. Um jogador de elite que não conhece as regras? Um árbitro, sentado em mesa criando as melhores regras, que nunca jogou futebol? Quão bom podem ser esses profissionais?

Qual o objetivo da administração? É um dos objetivos principais a busca pela maximização do lucro das empresas através da busca da produtividade. Aqui já temos a primeira definição incompleta de um sem o outro. O objetivo do bom administrador é a maximização do lucro econômico da empresa. E isso faz muita diferença.

Lucro versus Lucro Econômico

O lucro de uma empresa é definido como as receitas menos os custos. Isto é o que um bom administrador quer maximizar. Um bom economista quer maximizar o lucro econômico, que é definido como o lucro contábil menos os custos de oportunidade. Custos de oportunidade são definidos como os lucros potenciais que você poderia ter alcançado se tivesse aplicado seus recursos em outra atividade.

Para sermos práticos, imaginemos que uma pessoa esteja tricotando uma blusa e que ela tenha um lucro contábil de 5 reais por hora. Ou seja, em um dia de 8 horas, ela teria um resultado de 40 reais. Agora imaginemos as alternativas de emprego que a pessoa tinha aos seus recursos: Se ela estivesse tricotando um casaco, com um valor maior, ela teria condições de receber 8 reais líquidos por hora. Neste exemplo, ela teria um resultado de 64 reais por dia para fazer um casaco.

Para a administração, ao fazer a blusa, esta pessoa teve um lucro de 40 reais. Este é o resultado, inequívoco, do lucro contábil. Agora, para a economia, a pessoa teve um prejuízo de 24 reais no final do dia. Ou seja, ela ganhou 40 reais, mas deixou de ganhar 64. A missão de ambos – economistas e administradores – é maximizar o lucro econômico. Neste nosso exemplo, maximizar o lucro contábil e o lucro econômico seriam a mesma coisa, mas na vida prática os resultados de um ou de outro modo de pensar são diferentes.

Oferta e Demanda

Talvez a parte que as duas ciências mais se complementem é na determinação dos equilíbrios de mercado, as famosas leis da oferta e da demanda. Uma empresa pode estar trabalhando em um mercado concorrencial, em um monopólio, ou em um dos diversos tons de cinza entre o branco e o preto, como em oligopólios ou concorrência monopolística. O fato é que, para a maximização dos lucros, temos que entender quanto os nossos consumidores valorizam os bens que produzimos. Isso é, temos que entender qual o preço que devemos vender nossos produtos para produzirmos em um ritmo adequado à maximização dos lucros.

Administradores em geral estão preocupados com custos médios e preços de venda; economistas, com a elasticidade-demanda e a elasticidade-oferta do mercado. São todos conceitos que não podem ser separados se buscamos a maximização de lucros. Sem aprofundar o assunto, a elasticididade indica quanto os participantes do mercado estariam dispostos a consumir e a produzir a mais se baixássemos ou elevássemos o preço em X %.

O Gerenciamento Econômico

A idéia permeando tudo isso é uma única: Não devemos apartar os conhecimentos com preconceitos. Para maximizar os lucros de nossas empresas, precisamos não só sermos os melhores gestores, mas os melhores gestores econômicos. É preciso maximizar a produtividade, mas sem descuidar da quantidade ótima para nossa empresa, sem afogarmos o mercado com nossas mercadorias, desvalorizando-as e deixando de maximizar o lucro. O gerente ideal está atento a sua própria empresa, mas com um olho nos concorrentes.

Espero ter criado uma pequena vontade de estudar economia e administração. Com o tempo, disponibilizarei artigos introdutórios de microeconomia, de gestão, de tudo que estiver ao meu alcance, e incentivarei ao máximo que as demais pessoas interessadas (como você) coloquem seus artigos e trabalhos que possam ajudar a esclarecer conceitos e a difundir ferramentas úteis de gestão.

 

Guilherme Silva, PMP

32 opiniões sobre “Administração e Economia”

  1. Olá,
    Venho planejando entrar na FEA-USP em admnistracao e cursar simultaneamente economia na FGV com bolsa, terei de estudar em cursinho por 1 ano, pois a FGV é mt caro, entao, tentarei uma bolsa…
    De qualquer forma, supomos que eu termine ambos os cursos nestas 2 grandes faculdades, tenho ingles avançado e planejo estar fluente em japones até lá tambem, quanto voce acha que será meu salário inicial ocupando um cargo voltado para ADM?

    1. Gabriel,

      É muito difícil fazer este tipo de suposição. Vai depender de muitos fatores – a área de atuação, a efetiva função, o porte da empresa e obviamente também aspectos macroeconômicos – como a recuperação de crise que estamos começando nos Brasil.

      O que eu faria é dar uma pesquisada no site “love mondays” para achar funções, áreas e empresas que você deveria focar. Não usaria isso como algo certo, mas pode te ajudar a entender quanto ganha profissionais de diferentes formações e cargos.

      Guilherme

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>