A SEMANA PASSADA

07 de março – A revista americana Forbes divulgou a sua lista dos homens mais ricos do mundo. A crise econômica empurrou 332 ex-bilionários para fora do rol. No ranking atual, Bill Gates, fundador da Microsoft , ultrapassou o magnata mexicano Carlos Slim e voltou ao topo: fortuna estimada em US$ 40 bilhões. O príncipe alemão Albert von Thurn und Táxis, 25 anos, é o mais jovem bilionário do mundo. Tem US$ 2,1 bilhões.

07 de março – dois soldados ingleses foram mortos em uma emboscada perto de Belfast – Irlanda do Norte. Horas depois um policial irlandês foi assassinado a tiros. Os atentados foram reivindicados por dissidentes do IRA (Exército Republicano Irlandês), grupo militante separatista que depõs as armas em 1997.

10 de março – divulgado que o Senado pagou pelo menos R$ 6,2 milhões em horas extras para 3.883 funcionários em janeiro, mês em que a Casa estava em recesso e quando não houve sessões, reuniões e nenhuma atividade parlamentar. A autorização do pagamento foi feita pelo senador Efraim Morais (DEM-PB) três dias antes de ele deixar o comando da primeira-secretaria, órgão da Mesa Diretora responsável pela gestão administrativa. Além da hora extra, a direção da Casa concedeu reajuste de 111% no benefício. O teto subiu de R$ 1.250 para R$ 2.641,93.

10 de março – cerca de 6,5 mi mulhers ligadas a movimentos de sem-terra, como a Via Campesina e MST, desencadearam ações de protesto em oito estaados na semana passada. Invadiram o Ministério da Agricultura em Brasília, quieimaram toras de eucalipto da Vale no Maranhão, ocuparam terras da Votorantim no Rio Grande do Sul, inutilizaram toneladas de celulose da Aeacruz no Espírito Santo. Reclamavam da falta de verba para a agricultura familiar, do modelo de commodities e da lentidão na reforma agrária.

10 de março – os tibetanos lembraram os 50 anos de levante que matou 86 mil pessoas e levou o Dalai Lama ao exílio na Índia. Não houve protestos – em parte devido ao forte esquema de segurançamontado pelas autoridades chinesas na região – mas o tom do discurso do líder espiritual do Tibete surpreendeu pela virulência. Ela acusou Pequim de “genocídio cultural” e de transformar o Tibete em “um inferno sobre a Terra”. Foram palavras fortes de alhém que ganhou o respeito mundial ao optar pela não-violência em sua luta contra o domínio chinês.

10 de março – muitos usuários ficaram algumas horas sem poder acessao o Gmail, o e-mail gratuito do Google. A empresa sabe quanto vale sua imagem – por enquanto, muito. Por isso logo soltou um comunicado dizendo ter consciência de como o serviço é fundamental para as pessoas e que sua equipe técnica estava trabalhando rapidamente para solucionar o problema. Não foi a primeira vez. O Gmail saiu do ar em sete ocasiões em pouco mais de seis meses. No dia 12 de agosto os usuários encontraram uma mensagem de erro ao tentar acessar sua caixa posta. O episódio entrou para a lista das dez maiores panes da internet em 2008, elaborada pelo site de tecnologia IDG Now. O problema mais grave aconteceu entre 23 e 24 de fevereiro, quanto todos os 113 milhões de usuários ficaram sem poder acessar suas mensagens.

10 de março – divulgado que o Produto Interno Bruto (PIB) referente ao quarto trimestre de 2008 diminuiu 3,6% em relação ao terceiro trimestre do mesmo ano, o maior recuo da séria histórica que começou em 1996. Em relação ao ano anterior, no entanto, o crescimento foi de 5,1%, chegando a R$ 2,9 trilhões. O PIB per capita de 2008 cresceu 4% em relação ao do ano anterior, ficando R$ 15,24 mil. As informações são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O investimento total na economia de 2008 chegou a 19% do PIB, o mais alto da série, que começou em 2000.

11 de março – O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu promover um corte mais forte na Selic. A taxa básica de juros brasileira foi reduzida em 1,5 ponto porcentual, para 11,25% ao ano, em decisão unânime. É primeira queda dessa magnitude desde novembro de 2003, quando a Selic caiu de 19% para 17,5% ao ano. Com a redução, a taxa retoma o piso histórico de 11,25% que vigorou do período de 5/9/2007 a 16/4/2008.

11 de março – a suíça Roche comprou a empresa de biotecnologia americana Genentech oir US$ 46,8 bilhões. Um dia antes, a americana Merck anunciou a compra da também americana Schering-Plough por US$ 41 bilhões. Em janeiro a Pfizer pagou US$ 68 bilhões pela Wyeth (ambas americanas). Foram os três maiores negócios do setor farmacêutico em uma década.

11 de março – esteve no Brasil o economista Nourel Roubini, um dos únicos economistas que previu a Crise do Subprime. Em suas palavaras o economista disse que a economia mundial está em “coma”. Roubini falou em “tsunami”, em “Armagedon” e também num “Triângulo das Bermudas” macroeconômico. Chegou a brincar com a platéia que o assistia sugerindo que talvez fosse o caso de se estocar “armas, munição e alimentos”. E avisou que o mundo não sairá da recessão atual antes do fim de 2010.

12 de março – o investidor Bernard Maddof, réu confesso de um esquma fraudulento de investimentos que causou um prejuízo avaliado em US$ 65 bilhões, foi preso. Maddof responderá na prisão por 11 acusações de crimes financeiros, fraude e lavagem de dinheiro e está sujeito a uma sentença de até 150 anos de detenção, o que siginifica na prática prisão perpétua.

Bibliografia
Revista da Semana, edição 79 de 19 de março de 2009
Revista Isto É Dinheiro, edição 597 de 18 de março de 2009
Revista Isto É, edição 2053 de 18 de março de 2009

Autor: Alexsandro Rebello Bonatto

Sou economista, especialista em Economia e Finanças com MBA em Gestão Empresarial. Sou professor de economia de um curso de Tecnologia e sócio de uma consultoria especializada em treinamentos corportivos. Meu trabalho pode ser conferido no site: www.venturacorporate.com.br